Início > Uncategorized > O Sistema Digestório

O Sistema Digestório

Quando ingerimos os alimentos eles passam por nosso sistema digestório, que quebra as macromoléculas, como proteínas, carboidratos, polissacarídeos e ácidos nucléicos, que são grandes, e as transformam em moléculas menores, que podem ser aproveitadas. Essas moléculas são necessárias para nosso crescimento, funcionamento de órgãos, produção de energia, e etc. Sem o sistema digestório, não seria possível essa absorção, e a vida não seria possível.

Os monossacarideos são carboídratos não polimerizados que graças a isso, nao sofrem hidrólise, eles geralmente possuem de 3 a 7 átomos de carbono e são divididos quanto a grupos funcionais, com os Aldoses, que sao a glicose, galactose, arabinose e manose, ou os cetoses, como a frutose, ambos com funções variadas. Eles também podem ser divididos quanto ao número de carbono, sendo os monossacarídeos que possuem de 3 a 7 átomos de carbono, sendo respectivamente, trioses, tetroses, pentoses, hexoses e heptoses.

Aparelhos do Sistema Digestório

Boca : é o local por onde o alimento entra, nela localiza se os dentes, que são usados na mastigação, a língua, que auxilia na mastigação e deglutição e as glândulas salivares, que produzem e secretam saliva, sais e outras substância esse processos de digestão química e mecânica formam o bolo alimentar.



Faringe : é o órgão que liga a boca ao esôfago e a faringe, é nela que fica a epiglote que funciona como uma válvula impedindo que o alimento passe para a faringe.

Esôfago : é o canal que liga a faringe ao estômago, nele ocorre os movimentos peristálticos, ondas de contração e relaxamento muscular involuntárias arrastando o alimentos.


Estomago : é uma bolsa de parede musculosa, localizada no lado esquerdo abaixo do abdome, logo abaixo das últimas costelas, a entrada do alimento nele ocorre pela cárdia e a saída pela piloro, alem disso é nele que o bolo alimentar sofre a reação do suco gástrico, um líquido claro, transparente, altamente ácido, que contêm ácido clorídrico, muco e várias enzimas, como a pepsina, a renina e a lípase, transformando-o no quimo uma papa branca e espumosa.
Intestino delgado : é onde ocorre a maior parte da digestão e absorção dos nutriente, isso se deve ao fato dele apresentar vilosidades, dobras do intestino, e micro vilosidades que aumentam a superfície de absorção após isso o que sobra é uma pasta escura, grossa, rica em detritos e bactérias chamada quilo.Alem disso ele é dividido em três regiões distintas: duodeno, jejuno e íleo.


Intestino grosso : é o local de absorção de água, tanto a ingerida quanto a das secreções digestivas. Ele é dividido em 4 partes principais: ceco, cólon (ascendente, transverso, descendente e sigmóide), reto e ânus. O ceco tem como função impedir o refluxo do material proveniente do intestino delgado alem de ser nele que se localiza o apêndice vermiforme, que não possui importância para o organismo humano, pois produz uma pequena quantidade linfócitos que não interferem no organismo. Após passar pelo intestino grosso, o quilo, são absorvido todos os nutrientes e o que resta constitui o bolo fecal que será eliminado.

 

Fígado : é a maior glândula do organismo, e é também a mais volumosa víscera abdominal.A função digestiva do fígado é produzir a bile, uma secreção verde amarelada, que emulsiona as gorduras ingeridas, facilitando, assim, a ação da lípase, alem de produzir a bile o fígado também remove moléculas de glicose no sangue, reunindo-as quimicamente para formar glicogênio, que é armazenado; nos momentos de necessidade, o glicogênio é reconvertido em moléculas de glicose, que são relançadas na circulação; armazena ferro e certas vitaminas em suas células; metaboliza lipídeos; sintetiza diversas proteínas presentes no sangue, de fatores imunológicos e de coagulação e de substâncias transportadoras de oxigênio e gorduras; degrada álcool e outras substâncias tóxicas, auxiliando na desintoxicação do organismo; destrui hemácias (glóbulos vermelhos) velhas ou anormais, transformando sua hemoglobina em bilirrubina, o pigmento castanho-esverdeado presente na bile.

Pâncreas : é responsável por produzi través de uma secreção exócrina o suco pancreático que entra no duodeno através dos ductos pancreáticos, uma secreção endócrina produz glucagon e insulina que entram no sangue. Alem disso, ele tem como função dissolver carboidratos, proteínas, triglicerídeos e ácido nucléicos.

Categorias:Uncategorized
  1. Ainda sem comentários.
  1. No trackbacks yet.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: